SICREDI E APROSOJA REÚNEM ASSOCIADOS E CONVIDADOS DE PALOTINA E REGIÃO PARA PALESTRA DE JOSÉ LUIZ TEJON

Agenda de reuniões da Cooperativa tem o objetivo de prestar contas referentes ao primeiro semestre de 2019 e levar informações sobre Cooperativismo

0
15

Nesta quarta-feira, dia 04, a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP se reuniu com associados e convidados de Palotina para prestar contas referentes ao primeiro semestre de 2019. A reunião aconteceu em parceria com a APROSOJA – Associação Brasileira dos Produtores de Soja e faz parte da agenda de 35 encontros que estão acontecendo na área de atuação da Cooperativa, nos estados do Paraná e São Paulo.

“O cooperativismo de crédito se destaca no mercado pela sua forma democrática e participativa de conduzir o negócio e de dar voz aos associados, evidenciando a transparência, elemento-chave neste modelo de negócios”, explica Jaime Basso, Presidente da Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP.

A agenda da noite teve início com a apresentação dos números sistêmicos do Sicredi e da Cooperativa durante os primeiros seis meses do ano. Destaque para as novas agências entregues neste período aos municípios paranaenses  Mamborê, Perobal, Mariluz e Campo Mourão, que recebeu sua terceira agência.

Em São Paulo, a Cooperativa inaugurou a sede do Escritório Regional na Av. Paulista, além de sua segunda agência no município de São Bernardo do Campo e três de quinze pontos de atendimento nas distritais da Associação Comercial de São Paulo que serão entregues até o mês de novembro. A Cooperativa, que conta atualmente com 77 agências, planeja encerrar 2019 com mais de 90 espaços de atendimento aos associados.

A programação também contou com a palestra do jornalista, autor e professor, José Luiz Tejon, que trouxe o tema: Brasil que Coopera Supera. Em sua apresentação, Tejon explicou que o cooperativismo é um modelo de negócios que está sendo analisado no mundo inteiro como fundamental para a sociedade e que vem crescendo, como um modelo de engajamento e participação exemplar.

Para Tejon, outras organizações e empresas que não são cooperativas vão precisar adotar modelos parecidos, em breve. “O empreendedorismo é o que vai nos levar ao futuro, mas o cooperativismo é o modelo que permite que muitos possam progredir, sem serem deixados para trás”, complementa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui