Moro: 1º passo para melhorar combate à corrupção é retomar condenação em 2ª instância

O Ministro da Justiça Sergio Moro comentou os dados divulgados pela Transparência Internacional nesta semana, que mostraram a queda no Brasil no ranking mundial de percepção corrupção.

0
9

O Índice de Percepção da Corrupção (IPC) pontua e classifica os países com base no quão corrupto o setor público é percebido por executivos, investidores, acadêmicos e estudiosos da área da transparência. Ou seja – quanto melhor a posição no ranking, menos o país é considerado corrupto.

Para Moro, apesar dos avanços da Lava Jato, o Brasil precisa “fazer muito mais” no combate à corrupção, e para isso, o primeiro passo seria retomar a condenação em segunda instância.

Sergio Moro

@SF_Moro

Indicadores da Transparência Internacional mostram como é difícil mudar a percepção sobre corrupção.Nota no Brasil não melhorou nos últimos anos apesar dos avanços da Lava Jato e de 2019.Isso significa que precisamos fazer muito mais,inclusive no Congresso https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/01/23/brasil-repete-pior-nota-em-2019-e-cai-em-ranking-de-corrupcao.ghtml 

Brasil repete pior nota em 2019 e cai em ranking de corrupção

País ficou em 106º lugar no estudo da Transparência Internacional, e teve a mesma pontuação de 2018: 35 pontos.

g1.globo.com

Sergio Moro

@SF_Moro

Combater a corrupção é agenda de País, não só de Governo. Um primeiro passo fundamental é retomar a execução da condenação em segunda instância por emenda constitucional ou por lei ou por ambos.Só assim condenados por corrupção podem ser, na prática, punidos.

4.026 pessoas estão falando sobre isso

Esse foi o 5º recuo seguido do Brasil, que ocupa a 106ª posição no IPC – pior resultado do país desde 2012. Para se ter ideia, o país está com os mesmos 35 pontos que Albânia, Argélia, Costa do Marfim, Egito, Macedônia e Mongólia, e ficou atrás dos vizinhos Uruguai, China e Argentina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui