Mãe é presa por oferecer filhos para serem estuprados em troca de dinheiro e bebidas

0
34

Uma mulher, de 44 anos, e um homem, de 54, foram presos por exploração sexual em Curitiba, na manhã desta quinta-feira (25). Segundo a Polícia Civil, a suspeita oferecia seus filhos, de 9 e 11 anos, para a prática de atos libidinosos ao homem, em troca de dinheiro e bebidas alcoólicas. A polícia acredita que os abusos teriam começado por volta de 2016.

O caso chegou ao conhecimento da polícia ainda em fevereiro do ano passado, quando o homem estava sendo ameaçado por populares, sob suspeita de estupro de vulnerável. O pai das crianças teria procurado uma delegacia especializada e aberto um boletim de ocorrência contra o suspeito de abusar das crianças em maio do ano passado.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o pai das crianças relatou que sua filha de 11 anos teria sido abusada sexualmente pelo suspeito no mês de janeiro de 2018. Conforme o relato, a garota teria contado para a sua mãe na época, porém ela não tomou nenhuma providência.

“Ouvimos mais de 16 pessoas, inclusive escuta especializada com as crianças, e verificamos que aqui na delegacia havíamos recebido denúncias anônimas. Chegamos a conclusão que o individuo estava abusando sexualmente dessas duas crianças e que a mãe era conivente e vendia essas crianças […] recebia dinheiro e bebidas alcoólicas”, explica o delegado José Barreto, responsável pelo caso.

Quando questionada, a mulher alegou não ter conhecimento de nada e que o homem era seu amigo. Já sua filha, de 11 anos, informou que o homem já teria passado a mão nela e fazia isso com frequência, além disso, contou que seu irmão, de 8 anos, teria visto o homem a tomar banho.

Na delegacia a dupla negou o fato. Entretanto, a mãe no fim do interrogatório veio a confessar que sabia que depois de um tempo elas teriam sido abusados sexualmente por esse individuo. Segundo o delegado, o homem é conhecido da família, mora na região, e moradores já teriam o visto pegar as crianças e levar em um matagal próximo para cometer os abusos.

Apesar de serem filhos da mesma mulher, os pais são diferentes. A menina está com o pai e o irmão foi encaminhado para um casal da família em São Paulo.

Ambos responderão por estupro de vulnerável, favorecimento da prostituição e ameaça.


Festa das Orquídeas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui