Confira dicas de como investir o 13º salário

Com um bom planejamento financeiro, ainda é possível investir o 13º

0
20

Com a chegada do fim do ano, os trabalhadores recebem o 13º salário. A primeira parcela é paga até novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro. No período de compras e férias, muitos acabam se empolgando nos gastos e os especialistas em finanças recomendam que as pessoas usem esse dinheiro com consciência e aproveitem para quitar dívidas, além de organizar as contas do início do ano. Com um bom planejamento financeiro, ainda é possível investir o 13º, ou pelo menos parte dele.

Renegociar dívidas e pagar as contas

Para aqueles que estão endividados, o gerente de investimentos da Sicredi Vale Piquiri Abcd PR/SP, Luiz Crivelenti, orienta que a prioridade deve ser resolver as pendências financeiras. Com o dinheiro extra, é possível quitar e renegociar dívidas. “É preciso avaliar bem a sua situação e o limite de parcelas que cabe dentro do orçamento. Em alguns casos, uma alternativa é buscar outra instituição e pedir a portabilidade de crédito. Aqui no Sicredi temos linhas de crédito bem abaixo das demais instituições do mercado”, comenta.

Outra consideração importante é que no início do ano chegam despesas como IPVA, IPTU, rematrícula e material escolar. “Se você não se organizou ao longo do ano para pagar essas contas, o 13º pode ser útil e, assim, evitar que você entre em dívidas”, explica Crivelenti.

Investir de acordo com prioridades

Agora, para quem não irá utilizar o 13° para quitar dívidas e, ao mesmo tempo, não sabe o que fazer com ele, essa é uma boa oportunidade para investir. “O primeiro passo para quem quer investir é conhecer seu perfil e estabelecer objetivos e prazos”, diz o gestor.

Para quem quer investir, mas pode precisar do dinheiro a qualquer momento para cobertura de eventuais emergências, Luiz orienta um investimento conservador, evitando a exposição em ativos de risco. “Neste caso, recomendamos a poupança e outros produtos de renda fixa. A poupança, por exemplo, não tem incidência de tributação e taxa de administração, além de ser um investimento seguro e regulamentado pelo Banco Central. Apesar da rentabilidade ser a mesma em qualquer instituição financeira, aqui no Sicredi temos uma poupança premiada”, afirma Crivelenti.

No médio prazo, para aqueles que pensam em aquisições futuras, como troca de automóvel ou viagens, há ativos que podem ter um pouco mais de exposição e risco moderado. A partir daí, o investidor começa a enxergar um aumento considerável na rentabilidade dos seus investimentos. Luiz dá como exemplo alguns produtos, como LCI, LCA e CDB, entre outros que o consultor pode orientar no momento da contratação de acordo com os objetivos e prazos.

Já no planejamento de longo prazo, que pode ser até para uma aposentadoria, é possível buscar produtos que tragam benefícios fiscais, como os planos de previdência e também os ativos com maior exposição a risco, como ações e fundos atrelados à bolsa de valores.

No geral, a recomendação é não colocar todos os ovos na mesma cesta. Esta é uma analogia usada no mercado de investimentos para explicar que, diversificando o dinheiro em diferentes produtos, com o apoio de um especialista, é possível atingir o propósito sem se arriscar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui